Vídeo:VRRP Com preempt

O VRRP (Virtual Router Redundancy Protocol) permite a utilização de um endereço IP virtual em diferentes Switches/Roteadores. O funcionamento do VRRP é bem simples, dois ou mais dispositivos são configurados com o protocolo para troca de mensagens e então, o processo elege um equipamento MASTER e um ou mais como BACKUP.

Em caso de falha do Roteador VRRP Master o Roteador VRRP Backup assumirá rapidamente a função e o processo ocorrerá transparente para os usuários da rede.

Após a eleição do Switch Master para o grupo VRRP o equipamento continuará como MASTER até que um equipamento com maior prioridade (ou apresente falha) tome a função de MASTER, esse modo é chamado de preempção. Ao configurarmos o modo de preempção dentro do grupo VRRP, o Switch com melhor prioridade torna-se o MASTER.

Já no modo non-preemptive, mesmo que um equipamento BACKUP venha a ter maior prioridade na topologia VRRP, não acontecerá a troca do MASTER. O modo ajuda a evitar a troca entre equipamentos MASTER e BACKUP.

O modo de preempção é habilitado por padrão e é possível configurar o delay (opcional), parâmetro responsável pela preempção aguardar antes de assumir como MASTER VRRP

Até logo

Vídeo: IGMP Snooping

O Protocolo IGMP permite que hosts registrem-se a um Grupo Multicast encaminhando/ respondendo mensagens IGMP ao Roteador da LAN. Roteadores e Switches de Camada 3 escutam as mensagens IGMP para encaminhar o fluxo para o segmento solicitante.

A funcionalidade IGMP Snooping escuta as mensagens IGMP Report, Query e Leave para adicionar assim somente as interfaces do Switch que desejam receber o fluxo multicast, evitando desperdício de banda e otimizando os recursos.

Até logo!

Vídeo: VRF (VPN-Instance)

A utilização de VRF (Virtual Routing and Forwarding) permite a criação de tabelas de roteamentos virtuais em Switches e Roteadores, independentes da tabela de roteamento “normal”(geralmente chamada de tabela de roteamento global [Global Routing Table]).

Da mesma forma como a utilização de VLANs em Switches Ethernet permitem a divisão de dominios de broadcasts e mapeamentos da tabela MAC, a utilização de VRF permite a virtualização da tabela de roteamento. Nos Switches e Roteadores utilizando o Sistema Operacional Comware (3Com, H3C e HPN) a feature é chamada de “vpn-instance“.

Obrigado!

Video: Roteamento entre VLANs e configuração de rota estática para Switches HPN, 3Com e H3C

Fala Galera, tudo bom!?

Segue mais uma vídeo-aula produzida por nós, contendo dessa vez o assunto Roteamento entre VLANs utilizando Switches ou Roteadores, além de falarmos também sobre roteamento estático, Topologia, etc.. para equipamentos baseados no Comware (HP , 3Com e H3C) .

Ainda estou apanhando um pouco no formado das vídeo-aulas, mas espero que o vídeo seja útil. 😉




Abração

Video: VLANs – Configuração de Porta Access, Hybrid e Trunk para Switches HPN, 3Com e H3C

A publicação de conteúdo em vídeo, sempre foi um dos meus desejos para os assuntos já abordados aqui no blog. Nesse primeiro video, abordamos a configuração de portas Access, Hybrid e Trunk para Switches HPN, 3Com e H3C..

Sugestões e Comentários serão bem vindos. Espero que a gravação possa ser útil! 😉


Abração a todos!