Utilizando sub-interfaces nos Rotadores HP MSR’s, 8800 e 6600

A utilização de sub-interfaces em Roteadores permite a multiplexação/divisão de um único link físico em múltiplos links lógicos.

Como exemplo nos cenários abaixo, o Roteador poderá atuar tanto como Gateway para roteamento entre as VLANs X e Y no cenário A para casos em que o Roteador possua possua poucas portas disponíveis, por exemplo; como também em casos para rotear pacotes sem que as redes X e Y tenham acesso uma a outra com a utilização de VRFs , chamadas de VPN-Instance nos Roteadores HPN ( para o cenário B).

Subinterfaces no MSR

Para configurar uam sub-interface em um Roteador 8800, utilize o “.”(ponto) + o id da VLAN após o numero indicativo da porta em uma interface no modo routed.

[Roteador]interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.?

#

Segue um exemplo da configuração para o cenário A

interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.30
description VLAN_X
ip adress 192.168.20.1 255.255.255.0
quit
#
interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.31
description VLAN_Y
ip adress 192.168.30.1 255.255.255.0
quit
#

Em alguns modelos de Roteadores como a Serie 6600 será necessário configurar o VLAN ID, com a configuração do vlan-type dot1q vid [id da vlan] dentro da sub-interface, isto em razão do SO do Roteador não entender que é explicito o ID da VLAN no número da sub-interface. Roteadores Cisco funcionam da mesma forma.

interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.30
description VLAN_X
ip adress 192.168.20.1 255.255.255.0
vlan-type dot1q vid 30
quit
#
interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.31
description VLAN_Y
ip adress 192.168.30.1 255.255.255.0
vlan-type dot1q vid 31
quit
#

… então como as sub-interfaces estão diretamente conectadas, as rotas são adicionadas à tabela de roteamento, o equipamento fará  o roteamento de pacotes.

Já para o segundo cenário, a mesma configuração é válida, bastando apenas configurar a sub-interface com a configuração da vpn-instance antes de configurar o endereço IP.

#Criando a VRF para o cliente X
ip vpn-instance clientex
 route-distinguisher 65000:1
 vpn-target 65000:1 export-extcommunity
 vpn-target 65000:1 import-extcommunity
#
#Criando a VRF para o cliente Y
ip vpn-instance clientey
 route-distinguisher 65000:2
 vpn-target 65000:2 export-extcommunity
 vpn-target 65000:2 import-extcommunity
#
interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.30
description 
ip binding vpn-instance clientex
ip adress 192.168.20.1 255.255.255.0
quit
#
interface Ten-GigabitEthernet 2/1/1.31
description VLAN_Y
ip binding vpn-instance clientey
ip adress 192.168.30.1 255.255.255.0
quit
#
# as configurações do compartimento WAN de cada VRF foram omitidas
#

 obs: Uma rede não será roteada para outra a menos que estejam na mesma VRF.

Já para a configuração do Switch basta apenas configurar a interface como trunk permitindo as vlans correspondente. Se o Roteador for da Serie 6600 a configuração vlan-type dot1q vid … também será necessária (para o segundo cenário).

Um grande abraço e a Paz! 🙂