Switches ArubaOS – Guia Rápido de Configuração

Para aqueles que estão começando a gerenciar equipamentos Aruba criamos uma lista de comandos para instalação e configuração de Switches com ArubaOS (parte dos comandos são aceitos na maioria dos modelos); os scripts são simples e bastante úteis!

Algumas funcionalidades podem ser configuradas de diferentes maneiras, mas tentaremos ser o mais abrangente possível nos scripts abaixo:
Continue reading

Switches 3Com 5500 – Guia rápido de Configuração!!! Parte 2

Publicado originalmente em 30 DE DEZEMBRO DE 2010

Olá amigos, para comemorar um ótimo ano profissional e para fechar 2010 com “chave de ouro”, hoje eu escrevo a continuação do Post mais popular desse ano. “Switches 3Com 5500 – Guia rápido de Configuração!!!”

Desejo a todos um Feliz 2011!!

Syslog
[Switch]info-center loghost 10.1.1.1
Encaminhando mensagens os Logs para o Servidor de Syslog 10.1.1.1

NTP
[Switch]ntp-service unicast-server 10.1.1.2
Configurando o sincronismo do relógio com o servidor 10.1.1.2

BANNER
header motd %
=================================================================

“This system resource are restricted to Corporate official business and subject to being monitored at any time. Anyone using this network device or system resource expressly consents to such monitoring and to any evidence of unauthorized access, use or modification being used for criminal prosecution.”

=================================================================
%
Mensagem exibida para os usuários que farão acesso ao Switch. O inicio e fim da mensagem é delimitado por um caractere especial, no nosso exemplo, utilizamos o %

Atualizando o Switch via Servidor TFTP
<Switch> tftp 10.1.1.10 get s4e04_02.btm
<Switch> tftp 10.1.1.10 get s4m03_03_02s168ep05.app
Copiando os arquivos .btm e .app do Servidor de TFTP para o SWitch
<Switch>boot bootrom s4e04_02.btm
Forçando o Bootrom com o arquivo s4e04_02.btm 
<Switch> boot boot-loader s4m03_03_02s168ep05.app
Forçando o .app (Sistema Operacional) com o arquivo s4m03_03_02s168ep05.app
<Reboot>

Atribuindo as portas como Edged(portfast)
[Switch]interface Ethernet 1/0/1
[Switch-Ethernet1/0/1] stp edged-port enable
A porta configurada como edged-port entrará automaticamente em estado encaminhamento (pulando os estados iniciais do STP ou RSTP) e não gerará mensagens de notificação à topologia em caso de UP ou DOWN

STP Root Protection
[Switch]interface Ethernet1/0/3
[Switch-Ethernet1/0/3]stp root-protection
Se a porta configurada com Root-protection receber um BPDU Superior ao Root (querendo tornar-se Root no STP), a mesma não trafegará dados até cessar o recebimento dos BPDUs superiores naquela porta

Configurando SSH
[Switch] rsa local-key-pair create
Gerando as chaves RSA
[Switch] user-interface vty 0 4
[Switch-ui-vty0-4] authentication-mode scheme
[Switch-ui-vty0-4] protocol inbound ssh
Configurando modo de autenticação SOMENTE para SSH
[Switch-ui-vty0-4] quit
[Switch] local-user clientex
[Switch-luser-clientex] password simple 3com
[Switch-luser-clientex] service-type ssh level 3
Permitindo o usuário clientex conectar via SSH com permissão de administrador (3)
[Switch-luser-client2] quit
[Switch] ssh authentication-type default all

Configurando autenticação no Switch via RADIUS
radius scheme empresax
Criando o Scheme para o RADIUS chamado empresax
primary authentication 10.110.91.164 1645
Configurando o servidor de autenticação com o IP 10.110.91.164 com a porta 1645
primary accounting 10.110.91.164 1646
Configurando o servidor de contabiilidade com o IP 10.110.91.164 com a porta 1646
key authentication Swsec2011
Configurando a chave Swsec2011 compartilhada entre o RADIUS e o Switch
key accounting Swsec2011
Configurando a chave para contabilidade Swsec2011 compartilhada entre o RADIUS e o Switch
user-name-format without-domain
Configurando a autenticação para encaminhamento do usuário sem o formato nome@dominio (nome@empresax)
#
domain empresax
Criando o domínio empresax
authentication radius-scheme empresax
Efetuando o vinculo do radius empresax com o domínio empresax
#
domain default enable empresax
Na utilização de mais de um domínio, o domínio default será o domínio empresax
#
user-interface vty 0 4
authentication-mode scheme
Habilitando a utilização na interface vty 0 4 de Telnet ou SSH para utilização do RADIUS para
autenticação ao Switch

Configurando uma porta conectada a um Telefone IP e um Host (na mesma porta).
[Switch] interface ethernet 1/0/6
[Switch-Ethernet1/0/6] port link-type trunk
[Switch-Ethernet1/0/6] port trunk permit vlan 2 4
Configurando a porta para permitir a VLAN 2 ( telefonia) e VLAN 4 (Host)
[Switch-Ethernet1/0/6] port trunk pvid vlan 4
Configurando a porta para enviar e receber frames não-tagueados na VLAN 4

Port Security
[Switch] port-security enable
[Switch] interface Ethernet 1/0/1
[Switch-Ethernet1/0/1] port-security max-mac-count 1
Configurando o Port Security para permitir o aprendizado de somente um endereço MAC
[Switch-Ethernet1/0/1] port-security port-mode autolearn
Configurando o Port Security para aprender dinamicamente o endereço MAC “amarrado a porta”. Se outro endereço MAC for aprendido após o primeiro aprendizado a porta entra´ra em estado de violação e não trafegará dados! 

DHCP-Relay 
[Switch] dhcp enable
Ativando o serviço DHCP
[Switch] dhcp –server 1 ip 10.1.1.1
Adicionando o servidor DHCP 10.1.1.1 dentro do grupo 1.
[Switch] interface vlan-interface 2
[Switch-Vlan-interface2] ip address 192.168.1.1 255.255.255.0
[Switch-Vlan-interface2] dhcp-server 1
Correlacionando a VLAN-interface 2 para o grupo DHCP 1

Saúde e Sucesso a todos!!!!