Vídeo: Switches ArubaOS – VRRP

VRRP (Virtual Router Redundancy Protocol) permite a utilização de um endereço IP virtual em diferentes Switches/Roteadores. O funcionamento do VRRP é bem simples, dois ou mais dispositivos são configurados com o protocolo para troca de mensagens e então, o processo elege um equipamento MASTER e um ou mais como BACKUP.

Em caso de falha do Roteador VRRP Master o Roteador VRRP Backup assumirá rapidamente a função e o processo ocorrerá transparente para os usuários da rede.

Vídeo: Switches ArubaOS-CX – Configurando VLAN e Link-Aggregation no EVE-NG

Nesse vídeo, montamos um laboratório no EVE-NG com Switches ArubaOS-CX demonstrando a configuração de VLANs com as portas access e trunk, Link-Aggregation com LACP, assim como os detalhes de alguns parâmetros relacionados a essas funcionalidades.

Switches ArubaOS – diagnostico de cabo com o Time-Domain Reflectometer (TDR)

O Time-Domain Reflectometer (TDR) é uma técnica de medição usada para caracterizar e localizar falhas em cabos metálicos, como par trançado. Se houver alguma falha no cabo, parte do sinal do incidente é enviado de volta para a origem. O TDR também:

  • Localiza a posição das falhas em metros;
  • Detecta e relata circuitos abertos, curtos-circuitos e incompatibilidades de impedância em um cabo;
  • Detecta troca de par (direto / cruzado) em cada par de cabo em cabo de par trançado;
  • Detecta a polaridade do par (positivo / negativo) em cada par de canais em um cabo;

O TDR é integrado à maioria dos switches Aruba como as linhas 2930, 3810 e 5400.

Primeiro execute o comando test cable-diagnostics no modo de configuração para as interfaces que deseja efetuar os testes ( que não estejam em produção no momento) e após isso valide com o comando show cable-diagnostics.

Switch(config)# test cable-diagnostics 4
This command will cause a loss of link on all tested ports and will take several seconds per port to complete.  Use the 'show cable-diagnostics'
command to view the results.
Continue (y/n)?  y

Switch(config)# show cable-diagnostics
 Cable Diagnostic Status - Copper Ports
       MDI    Cable       Cable Length or
  Port Pair   Status      Distance to Fault
  ---- ------ ----------- ---------------------
    4  1-2    OK          5m
       3-6    OK          4m
       4-5    OK          5m
       7-8    OK          4m

Referências

https://community.arubanetworks.com/community-home/digestviewer/viewthread?MID=26625

https://community.arubanetworks.com/community-home/digestviewer/viewthread?MID=19188

https://community.arubanetworks.com/blogs/vikramsaruba1/2015/04/03/time-domain-reflectometer-in-aruba-switch

Vídeo: Switches ArubaOS – Como configurar o DHCP Snooping sem erro

A funcionalidade DHCP Snooping permite a proteção da rede contra Servidores DHCP não autorizados e sua configuração é bastante simples (mas certa atenção). O comando dhcp-snooping configurado globalmente e atribuindo às VLANs desejadas, faz o Switch filtrar todas as mensagens DHCP Offer e DHCP Ack encaminhadas pelo falso Servidor DHCP. A configuração restringe todas as portas do Switch como untrusted (não confiável).

Para o funcionamento do ‘Servidor DHCP válido’ deveremos configurar a porta do Servidor DHCP como trust (confiável), incluíndo as portas de uplink.

Nesse vídeo, descrevemos a configuração do DHCP-Snooping em Switches Aruba-OS.

Aruba InstantOn – Configurando PPPoE

Em uma rede que oferece DHCP ao AP InstantOn o provisionamento é bem intuitivo e basicamente você necessita apenas utilizar o app ou efetuar o provisionamento através do portal web: http://www.comutadores.com.br/aruba-instant-on-configuracao-atraves-do-app/

Para a configuração do AP para estabelecer a conexão com o provedor atraves do PPPoE é necessário efetuar um procedimento diferente com alguns pontos de atenção:

1. A configuração do PPPoE deverá ser executada antes da integração do AP com a nuvem. Caso o AP já esteja integrado com a nuvem, a configuração do PPPoE não estará mais disponivel para modificações.

2. No entanto, se o AP perder a conectividade com a nuvem e forem detectadas falhas de PPPoE, você poderá acessar a WebUI local e atualizar as configurações novamente.

Configurando InstantOn com PPPoE

Siga as etapas abaixo para configurar o PPPoE na sua rede:

1. O Instant On AP deve estar conectado ao modem fornecido pelo provedor, mas não possui um endereço IP fornecido pelo servidor DHCP.

2. Quando o LED do AP ficar laranja sólido, o AP transmitirá um SSID InstantOn-AB:CD:EF aberto, após aproximadamente um minuto – em que AD: CD: EF corresponderá aos três últimos octetos do endereço MAC do AP.

3. Conecte seu notebook ou celular ao SSID e acesse o servidor da Web local em https://connect.arubainstanton.com. A página de configuração local da WebUI é exibida.

4. Em Endereçamento IP, selecione o botão de opção PPPoE.

5. Digite o nome de usuário e a senha do PPPoE fornecidos pelo seu provedor, nos respectivos campos.

6. Clique em Aplicar. O AP será reiniciado assim que a configuração do PPPoE for aplicada.

7. Aguarde as luzes LED piscarem em verde e laranja. Isso indica que o link PPPoE está ativo e estável. Você verá o status de integração do dispositivo agora com a mensagem ” Waiting to be onboarded.. “. Esta etapa pode levar mais cinco minutos, se o AP atualizar seu firmware durante o processo de reinicialização.

Referências

https://www.arubainstanton.com/techdocs/en/content/get-started/pppoe.htm

Wireless Aruba – Nomenclatura dos APs

Os pontos de acesso da Aruba possuem alto desempenho e são referências no mercado através de funcionalidades que utilizam otimização de RF com inteligência artificial, hardware e OS focados no fornecimento da melhor experiência ao usuário.

Os APs também agregam serviços que suportam dispositivos IoT com protocolos Wi-Fi, Zigbee, Bluetooth etc. Uma dica interessante é que os pontos de acesso possuem uma estrutura de nomes que podem ajudar a identificar a sua capacidade e função.

Os primeiros dígitos indicam o suporte ao padrão WLAN:

• 1: 802.11n
• 2: 802.11ac wave 1
• 3: 802.11ac wave 2
• 5: 802.11ax

Os dígitos seguintes indicam o tipo de ponto de acesso:

• 0: AP de entrada para ambiente indoor
• 1: Padrão para ambiente indoor
• 2,3 e 5: Indoor de alta densidade
• 6: AP de entrada para ambiente outdoor
• 7: Outdoor

Os últimos dígitos com valor ímpar representam os APs com antenas internas, já os APs com dígito final par, indicam os conectores para antenas externas. Caso o access point tenha uma letra no final como o H, significa que é designado para ambientes hospitalares, R para Teleworkers.

Caso tenha dúvidas referente a funcionalidades e especificações dos APs, procure o datasheet de cada modelo, nele é possível encontrar dos detalhes mais importantes do equipamento.

Por exemplo datasheet da serie Aruba AP 530: https://www.arubanetworks.com/assets/ds/DS_AP530Series.pdf

Já para os acessórios e antenas utilize o ordering guide de cada serie para identificar os itens necessários para implementação do ponto de acesso.

Por exemplo o ordering guide da serie Aruba AP 370: https://www.arubanetworks.com/assets/og/OG_AP-370Series.pdf

Referências

Aruba Certified Design Associate_ Official Certification Study Guide ( HPE6-A66)

Aruba Instant On – Configuração através do app

A Aruba lançou uma linha de Access Point para pequenas empresas chamada de Instant On, oferecendo visibilidade e estabilidade no acesso . O hardware utilizado é tão robusto quanto o dos IAP (ou atualmente chamados UAP), mas possui um firmware próprio dedicado para a serie. É muito importante não confundir os APs Aruba Instant On com os APs Aruba Instant. O Aruba Instant é uma solução corporativa com muitas opções e recursos avançados,  além de licenças adicionais necessárias para gerenciamento através da nuvem com o Aruba Central ou Controladora on-premises, enquanto o serviço do portal para gerenciamento do Aruba Instant On é um recurso incluso, sem custo adicional.

O Aruba Instant On é destinado a organizações menores, com menos de 100 usuários. Como o Aruba Instant On foi desenvolvido para simplificar a implementação da rede sem fio as configurações complexas para WLAN não estão disponíveis. As documentações da Aruba indicam o Instant On como ideal  para o varejo,  pequenos hotéis, hostels e escritórios.

A configuração dos APs é bem intuitiva e o administrador só precisa fornecer os nomes da rede, os números da VLAN (se houver) e as chaves pré-compartilhadas (PSK). Para os cenários com autenticação 802.1X , os APs Instant On também oferecem suporte à funcionalidade.

Um grande atrativo é a facilidade para implementação e gerenciamento – além do custo dos APs. Todo o gerenciamento é executado em nuvem através de um app ou um portal, sem licenciamento ou necessidade de controller externa (mesmo para um grupo de access points).

Entre as principais funcionalidades temos, o controle de RF (largura de canal, seleção de canal e banda 2.4Ghz e/ou 5Ghz), visibilidade/controle sobre os apps, suporte a PPPoE, Guest, Captive portal, suporte a alta disponibilidade e RADIUS proxy.

Configurando o Instant On através do App

  1. Conecte o AP Instant On, a rede com permissão de acesso à internet;
  2. Espere até as luzes do AP, estarem verde e âmbar;
Uma imagem contendo colar

Descrição gerada automaticamente

3 . Baixe o app na Apple Store ou Google Play;

Tela de celular com texto preto sobre fundo branco

Descrição gerada automaticamente

4. Abra o app e siga as instruções de instalação;

5. Para adicionar mais equipamentos conectados a rede cabeada ou via wireless clique no sinal de +;

Uma imagem contendo comida

Descrição gerada automaticamente

Pronto! Já é possível gerenciar e administrar os APs através do app ou portal web https://portal.arubainstanton.com/

Tela de celular com publicação numa rede social

Descrição gerada automaticamente

Referências

https://www.arubainstanton.com/products/indoor/

https://community.arubainstanton.com/t5/Blogs/Instant-On-version-1-4-is-here-and-it-is-all-about-flexibility/ba-p/1539

https://www.arubainstanton.com/files/SO_AIO.pdf